Seguros

Seguro educacional: como funciona e por que contratar?

1 de fevereiro de 2021

Você já notou a busca crescente por seguros educacionais? A razão para isso é bastante clara: diante de um cenário com alto desemprego e todas as consequências financeiras negativas no bolso das famílias, é cada vez maior a preocupação das pessoas em manter os investimentos com educação em dia.

Se essa razão, ou qualquer outra, está fazendo você considerar um seguro educacional, sugiro que você prossiga a leitura deste texto. E, para quem não faz ideia do que seja um seguro educacional, este artigo também serve como uma excelente introdução ao tema. Então vamos lá!

O que é o seguro educacional e por que contratá-lo?

O seguro educacional garante ao estudante (seja ele criança, adolescente ou adulto) a continuidade do pagamento dos seus estudos caso algum imprevisto aconteça e prejudique a fonte de renda que garantia a manutenção das mensalidades em dia. As situações mais comuns que impedem que o aluno prossiga com seus estudos são o falecimento, a invalidez ou o desemprego do responsável por arcar com as parcelas da escola ou faculdade.

A contratação de um seguro educacional pode ser feito tanto de forma coletiva quanto individual. É comum que algumas faculdades particulares incluam no ato da matrícula uma apólice do tipo, com o intuito de se prevenir de situação que possam levar à inadimplência do aluno.

Todavia, quando essa iniciativa é tomada de forma individual, a possibilidade de personalização de coberturas é maior, o que torna possível incluir ou excluir itens da apólice de acordo com a necessidade do segurado.

O que um bom seguro educacional deve cobrir?

A cobertura básica de um seguro educacional envolve o pagamento mensal de um número específico de mensalidades conforme estipulado na apólice, de modo a resguardar a continuidade dos estudos do segurado e garantir à instituição de ensino o recebimento dos valores combinados pelo serviço prestado.

Esse número de parcelas pode ser maior ou menor, a depender do motivo que levou a incapacidade do pagamento das mensalidades. Em caso de demissão do trabalho, por exemplo, a quantia de mensalidades pagas pela apólice tende a ser menor e pode não prever que isso seja feito até o final do curso que está sendo cursado.

Como modo de ampliar a proteção oferecida pelo seguro, é possível incluir proteções extras. Entre as mais comuns, estão as que oferecem assistência médica durante o período letivo, custeio de transporte até o estabelecimento de ensino ou mesmo ajuda de custo com o material escolar e uniformes necessários a cada ano.

Como contratar um bom seguro educacional?

Na hora de contratar um seguro educacional, o interessado deve procurar uma empresa do setor com boa reputação e que seja capaz de oferecer as melhores soluções do mercado.

Além disso, é necessário observar alguns detalhes importantes antes de fechar negócio, como verificar qual o custo do seguro (e como ele é calculado), se existe período de carência e o que é preciso apresentar para acionar o seguro caso haja um sinistro.

O seguro educacional é uma garantia de que imprevistos não interromperão a trajetória acadêmica, independentemente do que acontecer. Por isso, ele deve ser uma opção considerada por todos aqueles que reconhecem a importância da educação no futuro de uma pessoa.

Se você está pensando em contratar um seguro educacional, entre em contato agora mesmo com a Alper Seguros para tirar todas as suas dúvidas e conferir as soluções oferecidas.