Linhas Financeiras

Como o RH pode escolher o melhor plano de saúde para seus colaboradores?

9 de setembro de 2019

Como escolher um plano de saúde para os colaboradores? Essa é uma dúvida frequente entre gestores de RH. Cuidar da saúde dos funcionários é um assunto sério e, em meio a tantas opções, é preciso fazer esse investimento com bastante cautela.

São muitas seguradoras, benefícios, coberturas e condições a serem considerados. Por isso, separamos algumas dicas de como escolher o melhor plano de saúde. Continue lendo para saber!

1. Procure por um bom atendimento

É fundamental que o plano de saúde empresarial ofereça serviços e atendimentos qualificados. Em suas pesquisas, você vai encontrar diversas propostas com preços e descontos tentadores, mas esses não são os principais fatores a se considerar. Portanto, o RH deve ficar atento para não ser influenciado apenas por isso.

Quando o plano não tem certas características, a empresa pode sofrer com as reclamações caso haja alguma doença ou algum problema que não foi diagnosticado ou bem tratado pela equipe médica. Além disso, é importante que o atendimento acolha bem seus colaboradores, a fim de garantir a eles o máximo de conforto e bem-estar.

2. Entenda os colaboradores

O plano é destinado aos colaboradores, então é imprescindível conhecer as características e demandas desse público. Trace um perfil deles e colete diferentes informações, como: gênero, idade, endereço, estado civil e número de filhos. Também veja se há trabalhadores com doenças crônicas ou outras demandas de saúde. Uma corretora poderá ajudar a conseguir todas essas informações.

Outra boa prática é elaborar um questionário para descobrir as principais necessidades e carências dos funcionários, divulgue esse processo e mostre como é relevante que todos opinem. Você pode realizar essa pesquisa em uma plataforma online, de modo que consiga mensurar dados e chegar a resultados com maior precisão.

Com tudo isso, haverá mais clareza acerca do que procurar em um plano de saúde. Vale lembrar que, no caso do público feminino, é importante ter coberturas com bons obstetras e bom pré-natal.

3. Investigue a operadora ou seguradora

Antes de contratar uma operadora de planos de saúde empresariais, use os serviços de uma consultoria de seguros e benefícios para fazer uma investigação cuidadosa. O site da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disponibiliza listas com as pontuações e as operadoras que mais recebem reclamações. Lá, ainda é possível verificar:

  • se algum plano foi suspenso;
  • se a operadora mantinha algum tipo de comercialização ilegal;
  • se ela cumpre com os seus prazos e pagamentos.

Também é indicado pesquisar a partir de sites de reclamação, noticiários e opiniões dos próprios clientes que usufruíram dos serviços. Assim, você garante uma maior segurança na hora de contratar.

Por fim, cabe ressaltar que o RH deve se manter atualizado sobre essas informações. A ANS divulga listas de suspensão de planos a cada três meses.

4. Conheça a rede credenciada do plano

A rede credenciada do plano faz toda a diferença. Então, antes de contratar, confira quais são os hospitais e clínicas inclusos, se cobre prontos-socorros, internações e o número de diárias, exames complementares, e por aí vai.

Informe-se sobre a qualidade de todas as instituições inclusas e sobre os tipos de acomodação oferecidos em casos de internação — alguns planos oferecem apenas enfermarias, enquanto outros trabalham com quartos coletivos ou individuais.

Além disso, analise o perigo envolvido na atividade de cada funcionário e verifique se a cobertura fornece tudo o que pode ser necessário. Outro fator importante é a área geográfica que o plano cobre. Afinal, os serviços devem estar acessíveis aos colaboradores, inclusive àqueles que vivem em outras regiões ou cidades.

Aliás, isso também precisa ser pensado em casos de viagem: o plano tem cobertura para outros estados? Esse fator é essencial, principalmente se a empresa trabalha muito com esse tipo de deslocamento.

5. Informe-se sobre os possíveis benefícios do plano

Alguns planos de saúde empresariais oferecem serviços como orientações para exercícios físicos e alimentação saudável, ou mesmo prevenção e redução do uso de nicotina e álcool. Esses e outros benefícios, voltados para a saúde e a qualidade de vida dos colaboradores, são outro grande diferencial a ser levado em conta.

Quanto mais a saúde e o bem-estar forem promovidos e proporcionados pela organização, melhor será o rendimento e a produtividade dos trabalhadores. Dessa forma, tanto a empresa quanto os funcionários ganham com essas vantagens do plano de saúde.

A consultoria de seguros e benefícios pode auxiliá-lo na gestão desses programas capitalizando os planos populares.

6. Conheça a tecnologia investida no plano

Os planos de saúde vêm investindo cada vez mais em tecnologias nos seus serviços. Muitas delas podem ser boas e até fazer toda a diferença em um tratamento ou exame. Por isso, é importante analisar e escolher as melhores opções.

Pesquise sobre as determinadas tecnologias e procure saber se elas são realmente eficientes. Mas não pare por aí: investigue se os hospitais e as instituições do plano fazem um bom uso desses recursos. Com essa medida, você tem maior garantia de que estará oferecendo qualidade ao time de funcionários.

7. Analise o contrato com bastante atenção

Verifique, por exemplo, o período de carência (para saber em quanto tempo os serviços passarão a valer) e todas as condições que estiverem sendo impostas. Além disso, sua consultoria poderá ajudar na análise dos relatórios de uso, que vai permitir identificar questões como gastos desnecessários e quantidade de consultas disponíveis no contrato.

Fique de olho, ainda, nas taxas de reajustes praticadas pela empresa. Você pode pesquisar os ajustes dos anos anteriores e conversar com outros clientes, por exemplo. Confira também tudo o que foi somado até chegar ao valor final que está sendo oferecido — podem estar inclusos serviços que não serão úteis aos beneficiários.

Tire todas as suas dúvidas sobre o plano com seu consultor. Vale ressaltar que atualmente o plano de saúde é regulamentado pela ANS e a mesma obriga uma cobertura mínima para todas as operadoras.

8. Busque soluções que garantam as melhores alternativas de proteção

Nossa última recomendação diz respeito ao investimento na prevenção e no cuidado com os colaboradores. Assim, dê preferência a um plano que ofereça boas alternativas de proteção, além das demais medidas citadas até aqui.

Percebeu como escolher um plano de saúde empresarial exige atenção? São muitos pontos para se analisar e uma consultoria especializada pode te ajudar, auxiliando na redução de custos, procurando as melhores redes e fazendo uma análise profunda de utilização.

Tenha em mente que são os funcionários que movem a empresa. Em casos de acidentes e de outros problemas, consequentemente, seu quadro de trabalhadores e sua produtividade serão afetados. Por isso, siga as nossas dicas para encontrar a melhor solução possível para eles.

Bom, acreditamos que agora você já sabe todos os detalhes que devem ser analisados na contratação do seguro saúde para sua empresa. Se ainda ficou com alguma dúvida, basta deixar um comentário para que a gente possa esclarecer!