Gestão

A importância de criar uma cultura colaborativa em sua empresa

25 de agosto de 2020

O mundo empresarial passa por mudanças frequentes nos processos, nas demandas, no cenário econômico, nos perfis dos clientes e por aí vai. Como fruto dessas alterações, surgiu a ideia de implementar a cultura colaborativa dentro da organização, focada na promoção do trabalho em equipe, com o objetivo de alcançar as metas e os resultados do negócio.

Essa nova estratégia influencia diretamente a cultura organizacional, pois engloba a adoção de novas práticas e comportamentos no dia a dia. Ela tem a finalidade de engajar a equipe, e é muito importante considerar todos os benefícios que a cultura colaborativa é capaz de gerar.

Quer conhecer as principais vantagens dessa nova tendência em qualquer tipo de empresa? Continue a leitura deste artigo!

O que significa uma cultura colaborativa na prática?

Durante muitos anos, a administração das companhias era pautada na burocracia, hierárquica e no controle, e o desempenho dos funcionários era limitado às funções delegadas a eles.

Com a evolução de várias áreas, esse cenário mudou, fazendo com que os colaboradores conquistassem um espaço relevante e estratégico nas instituições por causa de sua representatividade como capital intelectual. Esse aspecto foi essencial para o desenvolvimento do negócio e para a competitividade no mercado.

A cultura colaborativa agrega valor à empresa, proporcionando a integração entre todos os membros do time. Isso acontece por meio de treinamentos, capacitações e medidas para aumentar o engajamento, melhorar a comunicação e outros pontos. Consequentemente, é gerado um alinhamento entre todos para que trabalhem no mesmo propósito, em prol dos mesmos objetivos.

Por que a cultura colaborativa é tão importante para a sua empresa?

A cultura colaborativa gera vários benefícios para os processos e para o clima organizacional. Alguns deles são:

  • engajamento da equipe;
  • melhora das relações interpessoais;
  • mais qualidade de vida no trabalho;
  • aumento da produtividade;
  • valorização da equipe;
  • estímulo à troca de ideias e opiniões;
  • agilidade e efetividade nas tomadas de decisão;
  • minimização dos gargalos;
  • redução dos erros;
  • aprimoramento da comunicação;
  • incentivo ao conhecimento e à inovação;
  • desenvolvimento de novos talentos;
  • vantagem competitiva.

Tudo isso torna a empresa adequada à nova realidade, propiciando a transformação do ambiente, estimulando a identificação de problemas que poderiam passar despercebidos e a elaboração de ações para solucioná-los.

Como a cultura colaborativa contribui em tempo de home office e isolamento?

A adoção da cultura colaborativa dentro da organização colabora bastante em momentos de isolamento social para evitar o contágio e a disseminação do Coronavírus. O trabalho em regime de home office é uma estratégia adotada por vários negócios para evitar a paralisação das atividades.

Priorização dos valores institucionais da companhia

Quando os colaboradores conhecem a missão, os valores e a visão do negócio — entendimento transmitido pela cultura colaborativa —, conseguem ficar alinhados aos propósitos da empresa e exercer suas atividades mesmo trabalhando fora do estabelecimento físico.

Flexibilidade e confiança

A cultura colaborativa também dá liberdade para que os trabalhadores exerçam suas funções, fazendo com que eles se sintam respeitados. Isso gera motivação para o cumprimento das tarefas diárias, mesmo não tendo um líder por perto para conferir como o trabalho está sendo realizado.

Comunicação transparente

Essa prática tem como premissa que o negócio só funciona adequadamente quando os trabalhadores entendem a situação real da companhia e tudo o que acontece dentro dela.

Em momentos de isolamento social, um diálogo aberto consegue apresentar as principais preocupações durante um período desafiador, as ações a serem implementadas e a importância de cada um para que tudo possa ser superado rapidamente, fazendo com que eles sintam parte desse processo.

Autonomia dos funcionários

Por meio da autonomia, os funcionários podem procurar soluções eficazes para ajudar em tempos de crise. Isso acontece porque a cultura colaborativa possibilita que eles se tornem inovadores, criativos e preparados para mudanças inesperadas.

Auxílio na tomada de decisão

Ao estimular os trabalhadores a participar das decisões da instituição, eles se responsabilizam pelas estratégias propostas e aplicadas. Em vez de cumprirem apenas uma ordem dada pelo líder, os profissionais são mais engajados e produtivos — em um momento em que os resultados têm que ser os melhores possíveis.

Conseguiu entender a importância e os benefícios da cultura colaborativa na empresa, principalmente em momentos de crises? Ao aplicá-la corretamente, todos os desafios podem ser superados. Quando os objetivos propostos forem cumpridos, não deixe de celebrar com toda a equipe, já que os profissionais são peças fundamentais nesse processo de integração aos propósitos do negócio.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Aproveite para entender mais sobre os impactos da tecnologia aliada ao RH e à gestão de benefícios!