Saúde

Saúde mental no trabalho e home office: principais formas de controle

9 de junho de 2020

Como forma de evitar o contágio provocado pelo Coronavírus, diversas medidas foram implementadas por países do mundo inteiro. Entre as principais delas está o isolamento social, que trouxe como consequência o fechamento de comércios e empresas. Muitos negócios tiveram que mudar a forma de exercer suas atividades, adotando o modelo home office, que trouxe alterações nas rotinas de vários colaboradores. Por este motivo, é preciso cuidar da saúde mental no trabalho.

Esse momento complicado pode gerar diversos impactos negativos para a equipe, como a Síndrome de Burnout, que é um esgotamento físico e mental provocado pelo estresse ou excesso de trabalho, podendo gerar queda da produtividade, absenteísmo, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), depressão, entre outros.

Para evitar esses danos e manter a integridade, o bem-estar e favorecer o desenvolvimento dos trabalhadores nesse período de crise, elaboramos este conteúdo. Confira!

A importância de se atentar à saúde mental dos colaboradores

A saúde mental é estabelecida por meio de diversos fatores: econômicos, pessoais, individuais, entre outros. Em seu estado de conforto, o indivíduo consegue lidar com situações diárias, executar suas habilidades, ser produtivo e dar conta das demais atividades. Dessa forma, não há dúvidas que as mudanças frequentes que ocorrem à sua volta interferem e influenciam no seu estado atual.

Os dados sobre saúde mental dos trabalhadores são preocupantes, tendo em vista que os transtornos mentais são um dos principais motivos de perícias médicas no INSS, muitas vezes provocados pelo espírito de competitividade, exigências e pressões encontrados no ambiente organizacional.

Ao avaliar esse cenário, fica notório o quanto é necessário que as empresas criem programas e medidas para promover a saúde e bem-estar de seus colaboradores. Para que isso aconteça, é preciso fazer um estudo, refletir e estabelecer ações que sejam realmente efetivas.

Como o isolamento social pode afetar o emocional das pessoas

Várias condições de trabalho podem gerar riscos e afetar a saúde mental das pessoas, como:

  • excesso de trabalho;
  • conflitos com colegas de trabalho;
  • falta de comunicação entre os membros da equipe;
  • falta de clareza em relação ao papel do funcionário etc.

Com a pandemia do Covid-19, uma nova preocupação surgiu em função da imposição do isolamento social, que fez com que funções começassem a ser exercidas por meio do home office.

Nesse caso, os profissionais precisaram criar novas rotinas e usar a tecnologia para manter o contato com outras pessoas, o que afetou o dia a dia habitual. Além disso, esse cenário despertou preocupações com a manutenção do emprego, com a redução da renda e outros aspectos que podem levar a apreensões excessivas, interferindo no bem-estar psicológico.

Além desses problemas, há o aumento da ansiedade perante os noticiários diários referentes a novos casos do Covid-19 no país e no mundo, a falta de estabilidade do setor econômico e de contato físico com pessoas queridas, trazendo angústia, medo e pânico.

7 maneiras de manter a saúde mental no trabalho

Diversas medidas podem ser implementadas para ajudar os colaboradores a manterem sua saúde mental, tanto no exercício das atividades no estabelecimento físico quanto no home office. Confira!

1. Faça pesquisas periódicas

Primeiramente, é necessário compreender o perfil emocional da equipe de trabalho. Assim, é possível identificar quais são as melhores estratégias a serem tomadas para a gestão de saúde mental. Com os dados da pesquisa em mãos, ações mais acertadas podem ser incluídas com a finalidade de minimizar os riscos, manter uma gestão de recursos humanos atuante e os trabalhadores saudáveis, motivados e produtivos.

2. Promova palestras

Uma opção que serve como forma de prevenção é proporcionar palestras que tratem da importância do cuidado com a saúde mental, envolvendo todos os funcionários. Esse assunto precisa ser tratado com frequência para engajar a contribuição de todos e evitar que os empregados passem por momentos conflituosos sozinhos.

Entre os temas centrais desse programa, temos algumas indicações, como o incentivo à prática de atividades físicas e problemas com o uso demasiado de bebidas alcoólicas.

3. Colabore para o contato social

Principalmente nos casos de trabalho home office, é necessário promover diálogos constantes entre a equipe para aliviar a pressão da rotina, ainda mais em um momento de distanciamento social.

Adote um canal aberto, que permita essa interação. Estimular o uso da tecnologia para que as redes sociais também possam ser usadas para fazer contato com colegas de trabalho, amigos e familiares é uma boa ideia. O avanço tecnológico viabiliza muitas alternativas, basta saber usá-las!

4. Oriente sobre a necessidade de evitar o excesso de informação

O excesso de informações sobre os impactos ocasionados pelo Coronavírus pode ser prejudicial e gerar angústia e ansiedade. Notícias falsas e sensacionalistas podem elevar ainda mais medo, gerando pânico e depressão, eventualmente.

Oriente sobre a necessidade de evitar o excesso de busca por informações e da importância de procurar dados emitidos por fontes confiáveis, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), para entender com precisão a situação atual.

5. Estimule os funcionários a fazerem pausas

Uma forma de evitar o cansaço, o esgotamento mental, falhas e acidentes é ter intervalos de descansos em longos períodos de trabalho. É preciso ter atenção a essa questão, para que a equipe não se sinta sobrecarregada com o objetivo de finalizar as atividades.

As pausas podem ser definidas de diversas maneiras. De acordo com a produtividade esperada e a natureza da empresa, por exemplo, é possível implementar intervalos pequenos a cada uma ou duas horas laboradas, ou permitir que cada empregado escolha a hora que acha mais adequada para relaxar, beber água, fazer um alongamento etc.

6. Crie programas de prevenção

Desenvolver programas de prevenção e disponibilizar canais específicos para receber opiniões, sugestões e críticas dos colaboradores também é uma boa medida. É importante que o trabalhador avalie suas metas e seus objetivos profissionais e pessoais para entender melhor suas expectativas, sua trajetória e definir as alterações necessárias.

O recomendável é incluir ações que abram novas oportunidades estimulantes, que incluam atividades físicas, disponibilização de planos de saúde, autodesenvolvimento, além de uma comunicação eficaz com a gestão. Dessa forma é possível ter ciência sobre eventuais problemas de clima organizacional que possam gerar riscos à saúde mental dos integrantes do time.

7. Usufrua dos benefícios da telemedicina do aplicativo Dr. Alper

A Alper lançou o  Dr. Alper, que é uma plataforma healthtech, com tele atendimento médico e psicológico, já que devido ao isolamento social, muitos profissionais de saúde deixaram de atender seus pacientes nos consultórios e adotaram o atendimento por teleconsulta. O aplicativo possibilita que o paciente tenha atendimento primário de qualquer lugar do Brasil e do mundo.

Em tempos de pandemia, a telemedicina tem se tornando uma grande aliada para evitar que pessoas fiquem sem atendimento ou saiam de suas casas em direção a uma unidade de atendimento por conta de doenças não graves, evitando o contágio e a proliferação do Covid-19.

São mais de 4 mil médicos de diversas especialidades atendendo por videoconsultas, 24 horas por dia, todos os dias da semana. Nos casos mais graves, esses profissionais encaminham o paciente a um especialista ou pronto-socorro. A prescrição médica é documentada por meio de email, que contém a assinatura digital do médico.

Outra vantagem muito relevante é a preocupação com a saúde mental dos pacientes, por isso a plataforma disponibiliza a modalidade de psicoterapia, em que os psicólogos prestam todo o suporte necessário a funcionários das empresas, monitorando de perto os casos de Síndrome de Burnout, ansiedade, depressão e demais doenças.

Conseguiu entender a importância de promover a saúde mental no trabalho? É imprescindível que a empresa se preocupe com as causas do acometimento desse mal em sua equipe e promovas ações preventivas capazes de manter os colaboradores saudáveis, motivados e produtivos, inclusive nos momentos de crise.

Achou o tema interessante? Ate para ler o conteúdo “Como incentivar o controle de diabetes na sua empresa?” e entenda mais sobre o assunto!