Finanças

Tecnologia e finanças: impactos e tendências

28 de abril de 2021

Tecnologia e finanças já são aliadas há um bom tempo. Não é de hoje, por exemplo, que as instituições financeiras utilizam recursos que garantam a segurança de seus clientes e procedimentos, mas você sabe quais são os impactos de tantas novidades e transformações na área tecnológica para os negócios?

As chamadas fintechs — empresas de tecnologia que trazem inovação para a área financeira — vêm apresentando cada vez mais serviços para as instituições. Portanto, é fundamental se informar constantemente sobre o que está surgindo no mercado e avaliar as demandas e possibilidades para a sua empresa.

No artigo de hoje, vamos introduzir esse assunto para gerar reflexões. Continue a leitura e saiba mais!

Qual é o impacto da tecnologia no setor financeiro?

As inovações tecnológicas impactam tanto as empresas do setor financeiro como as finanças de negócios de todas as áreas. A maneira como os pagamentos dos clientes são efetuados, por exemplo, já pode fazer toda a diferença para uma marca. Além disso, as inovações contemplam trocas comerciais em diferentes países, análises, questões operacionais e muito mais.

As grandes companhias de tecnologia (bigtechs) têm oferecido cada vez mais serviços e possibilidades relativos às finanças, e a segurança é um dos destaques: existem diversos meios e recursos (como veremos adiante) voltados para a proteção digital de questões financeiras, mas as empresas precisam saber escolher esses serviços e utilizá-los de forma adequada.

No caso de criptoativos, por exemplo, o Comitê de Basileia (composto de autoridades de supervisão bancária do mundo todo) alerta a respeito de seus riscos. Entre as orientações, o grupo aponta que os negócios precisam ter medidas de diligência, governança e gestão de riscos e transparência com seus supervisores.

Nesse contexto, o gestor financeiro passa a se envolver mais diretamente com as estratégias de TI. É importante que ele esteja aberto para a transformação digital, o que não significa ter que aderir a tudo ou apenas seguir tendências, mas saber analisar oportunidades e ficar atento ao que pode ser implementado para aumentar a eficiência do negócio e melhorar questões relativas aos pagamentos e às negociações, por exemplo.

Também vale mencionar que a proposta de grande parte dessas inovações é gerar a satisfação dos clientes. No entanto, como nem todos se sentem confortáveis com as novas tecnologias, cabe a cada organização pensar em meios de atender a essas pessoas sem deixar de aderir às transformações. Essa medida é interessante principalmente em cenários e lugares onde esse público está muito presente.

Quais são as tendências de tecnologia e finanças?

Agora que já explicamos alguns dos principais impactos da tecnologia na área financeira, vamos mostrar exemplos de recursos e ferramentas que têm sido utilizados. São tendências relacionadas a dados, segurança e pagamento, entre outros fatores:

  • blockchain: recurso voltado para transações e seus registros, que permite realizar negociações diretas — no caso de transferências, por exemplo, há mais agilidade porque não necessita de intermediários;
  • chatbots: simulador que tem sido utilizado para atendimentos em bancos e que tem como objetivo responder clientes de maneira similar a um ser humano;
  • inteligência artificial: recurso que pode ser empregado em diversos momentos, como para aumentar a segurança de cartões de crédito e auxiliar na análise de dados.

Apenas esses exemplos já são suficientes para percebermos o tamanho do impacto das novas tecnologias no setor financeiro, algo que requer atenção das empresas para se adaptarem à realidade que se apresenta. Porém, não se trata de substituir a mão de obra humana, e sim de alterar o seu dia a dia e suas funções para que os colaboradores possam se dedicar mais a outras atividades no negócio.

As opiniões sobre os recursos tecnológicos na área financeira variam de acordo com cada instituição, mas nossas recomendações gerais são que você se informe ao máximo e tome os cuidados necessários para as adaptações. Uma solução muito importante nesse cenário é o Seguro Cyber, que deixa a sua empresa protegida contra riscos cibernéticos.

Gostou de aprender sobre os impactos e as tendências de tecnologia e finanças? Então compartilhe este artigo em suas redes sociais!