Linhas Financeiras

Fique por dentro de todas as etapas do processo de M&A

20 de fevereiro de 2020

Quando duas empresas se fundem com o intuito de conquistar mais espaço no mercado, inicia-se o chamado processo de M&A (Mergers & Acquisitions). Para que esse tipo de operação seja concretizado com sucesso, é normal que seja seguido um roteiro, no qual estão listadas todas as etapas do processo de M&A.

Dessa forma, o objetivo deste texto é detalhar cada um dos principais passos desse procedimento. Tenha uma boa leitura!

Quais são as principais etapas de um processo de M&A?

As etapas a seguir estabelecem um quadro básico de como deve ser conduzido um processo de M&A. É importante reforçar que fusões e aquisições não acontecem apenas em negócios de grande porte e multinacionais; elas também abrangem pequenas e médias empresas, que conseguem por meio dessas operações unir esforços para competir no mercado.

Diagnóstico

É a etapa em que são coletadas todas as informações sobre as empresas que farão parte da fusão ou da operação de aquisição. São levantados os pontos fortes e fracos, as perspectivas de crescimento, entre outros aspectos importantes.

Com isso, é possível embasar a decisão e definir estratégias, além de alinhar com mais precisão as expectativas de todos os sócios.

Valuation

O valuationé a etapa que visa estimar qual é o valor justo da empresa. Isso é feito por meio de metodologias que devem ser reconhecidas pelo mercado ou pela legislação vigente. Ainda assim, boa parte dessa definição passa por aspectos de caráter subjetivo, que dependem de quem faz a avaliação.

Cabe ressaltar que o valor indicado no valuation não é necessariamente aquele pelo qual a operação será concretizada, já que o tempo pode alterar as condições do mercado, o que faz com o preço a ser pago suba ou desça.

Documentação

Todos os pontos de um processo de M&A precisam ser postos no papel para que as partes tenham segurança sobre como anda a fusão ou aquisição. O primeiro relatório importante é o chamado memorando de informações, que apresenta todas as informações estratégicas. Junto a esse documento deve estar anexado um acordo de confidencialidade, conhecido como NDA (sigla em inglês para non-disclosure agreement ou acordo de não divulgação em português).

Em seguida, as partes recebem o teaser, com um resumo das principais informações do negócio. Se tudo for acordado nas negociações, é redigido um memorando de entendimento, chamado também de MOU (do inglês memorandum of understanding).

Due Diligence

A due diligence é uma auditoria. O seu intuito é certificar que todas as informações fornecidas nas etapas anteriores conferem com a realidade, o que serve para fundamentar a negociação.

Seguros

E o que fazer em caso de imprevistos durante o processo de fusão ou aquisição? Pensando nisso, cresce a procura pelos seguros de fusões e aquisições. O objetivo de uma apólice desse tipo é resguardar o segurado de infrações ao contrato de aquisição ou ainda aumentar a duração das garantias, caso surjam problemas não percebidos no momento em que o negócio foi concretizado.

Diante dos valores envolvidos e de todas as etapas do processo de M&A, abrir mão do seguro significa deixar de contar com algumas garantias que podem ser importantes em caso de problemas.

Quer saber por que a combinação entre processos de M&A e seguros é tão importante? Conheça mais sobre o assunto no artigo que preparamos para você!